segunda-feira, 2 de maio de 2011

Dr. Estiloso (Dr. Rodrigues)

Caros Portugueses,

Mais uma vez venho interrogar sobre uma situação que me  faz imensa confusão e passa-se na Educa, E.E.Municipal que tem a ver com o seguinte: Após a abolição de escravatura, pensava eu que, qualquer pessoa só adquiri o direito de receber uma determinada quantia de uma entidade empresarial, se for funcionário dessa mesma entidade ou prestador de algum serviço.
Acontece que na Educa, E.M, existe um gabinete jurídico que trata de todos os assuntos jurídicos ou seja processos judiciais, ainda assim, contrata o tal Sr. Estiloso ou Sr. Pareceres (Dr. Rodrigues) que dá pareceres ou presta apoio jurídico à mesma entidade.
O tal Dr. Rodrigues, Passa recibos verdes à Educa no valor de quase 2.000 €/Mês sujeitos a retenção a taxa em vigor e mais as deslocações a mesma sita na Quinta do Recanto.
Já trabalho na Educa há alguns anos e não o vejo para lá a trabalhar mas aparece sempre lá para os meados do dia 30/31 de cada mês com o seu livrinho de recibos para levantar o cheque de 1.600€ (Mil e seiscentos euros), não chegando a produzir um único dia para merecer essa quantia. É gritante esta situação e outras, temos de por termo a isto porque a continuar desta forma pomos todos em causa as nossas lutas de muitos anos, a nossa história enfim o futuro dos nossos filhos, inclusive a nossa soberania.
Vamos todos reflectir sobre a melhor forma de gerir o que é de todos nós, não pretendo com isso atingir alguém em particular mas sim ajudar na correcção da má gestão do bem público, não pretendo prejudicar a mim mesmo como alguém fez um comentário ameaçador mas pelo contrário ajudar-me a mim e as gerações vindouras.
Um bem haja.

6 comentários:

  1. Estranho, pensei ter visto aqui um comentário a esta sátira muito zangada mas também muito verdadeira. óbvia/ quem a escreve está muito magoado com a educa, o que é natural a educa faz mal a muita gente,com a conivência de prof seara do prof canelas talvez por falta de interesse. De que outra forma seria possivel aceitar a corrupção e o antro em que a mesma se tem tornado. Como é possivel que encarregados criem empresas paralelas com produtos da educa, com o dinheiro dos contribuintes? entre outras aberrações. Mas, se temos advogadas no lugar de diretoras desportivas porque são ou foram namoradas de um assessor do presidente da camara, se este crie gabinetes próprios para amigos sem qualificações ganharem o que licenciados a trabalharem há mais de cinco anos não ganham, se até a filha da mulher da limpeza tem direito a um tacho, como se vai endireitar, uma coisa assim? Pena é que as pessoas não possam falar aberta/ sem medo de represálias, como foi provado recentemente com o afastamento de uma pessoa íntegra e com vontade de repor a justiça. A justiça aqui não é bem vinda, mais são perseguidas pessoas que não se relacionam por interesse e por favores mas antes lutam pelos seus direitos terá alguma vez a educa alguém competente á altura? Srs presidentes abram os olhos porque quem faz mal á educa não são as pessoas que são maltratadas mas antes as que usam e abusam do nome da empresa para serem um mau exemplo de abuso de poder e autoridade continuados, esses sim são os verdadeiros predadores da empresa, e estão debaixo do nosso nariz.

    ResponderEliminar
  2. Vamos Fazer o Que Ainda Não Foi Feito deixou um novo comentário na sua mensagem "Dr. Estiloso (Dr. Rodrigues)":

    Olá,

    Mais uma vez, não pude passar sem deixar um comentário,

    Cuidado com o que por ai vem, como já lhe tinha alertado, há que pensar bem e medir as consequências das palavras imponderadas aqui expostas, podem provocar danos colaterais, e muitos dos funcionários da empresa em causa não tem culpa e não merecem isso, e você sabe perfeitamente o que esta a provocar.

    Já deu para reparar que tem um carinho muito especial pela empresa em causa, o que é bom, pelo menos mostra que dorme a pensar sobre o assunto, essa preocupação é sempre bem recebida, quase ao estilo de “falem bem ou mal, mas falem, falem que eu gosto”.

    As vezes é preferível não dar tanta importância, garanto que vai ter um sono muito mais tranquilo, experimente, vai ver que resulta, existem tantas coisas boas com que se preocupar e ocupar, a vida é uma delas, viva a vida.

    Aconselho a reflectir sobre esta minha citação:

    “Existe tanta coisa no mundo, tanta coisa que eu nunca vou ver na vida....tenho pena de não poder ter todo o conhecimento possível e imaginário…as vezes penso que se não perdesse tempo talvez pudesse conhecer tudo e ter uma cultura gigante...isso incomoda-me e faz-me querer saber mais e mais a cada minuto...mas acabo sempre por não fazer nada... para melhorar isso...gosto de saber tudo (sou curiosa) o que me ajuda imenso!”

    Muito obrigada e continue atenta.

    ResponderEliminar
  3. Comentário De: Vamos Fazer o Que Ainda Não Foi Feito deixou um novo comentário na sua mensagem "Dr. Estiloso (Dr. Rodrigues)":

    Olá,

    Eu percebo e acredito que os seus desabafos não sejam realmente para atingir alguém em particular da empresa em causa, como me diz, e que também não queira sair prejudicada de todo este pseudo-drama, claro está, mas acredite que esses seus desabafos, que como diz são como que um alerta, geram desconfianças internas, logo, mesmo não se apercebendo acaba por gerar mau ambiente e atingir não um, mas sim todos indirectamente, os tais danos colaterais.

    Em relação ao que escreve, deixe-me que lhe diga, tem muita coisa que é de muito mau tom, de puro gozo, não esta correcto, se temos os governos que temos, se temos as politicas que temos, se temos os gestores públicos que temos, se temos os funcionários que temos, em suma se temos o país que temos, a culpa não é de ninguém se não de todos nos, de todos os portugueses com mais de 18 anos, por vezes os nossos pensamentos tem de ir mais alem.

    Também em relação ao facto de, como diz, “pretender que todos percebam e saibam o que se passa”, eu volto a repetir, quem realmente poderia fazer ou mudar algo também tem esse conhecimento, e sabe de tudo o que por ai se passa, não pense o contrario, mas o mundo da politica é assim mesmo, se espera alguma mudança, aconselho antes a mudar de país, e basta pensar nisto desta maneira, é simples, e nunca esquecendo que estamos em politica, se não existe mudança para os bons trabalhadores, para os que merecem, muito dificilmente mudara para os maus, sejam eles directores ou simples funcionários, e por ai tem muitos bons exemplos, e em breve terá mais um exemplo disso mesmo, por isso as vezes em politica se diz na brincadeira “…os bons entram e saem da politica, os maus só entram…”, o mundo da politica infelizmente é ao contraio do geral, mas felizmente já se conjecturam melhorias, caras novas e mais jovens, sem vícios políticos, o que é bom, afinal é o mundo da politica que governa este país.

    Muito obrigada

    ResponderEliminar
  4. Se calhar o melhor é limpar o país de maus políticos que não poderão nunca ser bons exemplos. Como aquele, presumo de que fala. Por isso a política é um negócio muito sujo. Não nos podemos resignar como aqui pretende o autor do texto, porque tratamos de dinheiro de contribuintes. A alternativa é tentar denunciar o que está mal, fazer política em vez de pulhitiquice! Fartos de falsa moral estamos todos nós toda a gente sabe que é um antro de podridão, abjeta e imoral. E engana-se mais uma vez os desabafos destinam-se a um dia talvez, fazer cair toda essa gente mesquinha, porque quem tem a consciência tranquila não desconfia nem tem medo de mau ambiente. Talvez deva vossa excelência mudar de país, desamparar a loja era um favor que fazia aos simples funcionários!

    ResponderEliminar